Uma atividade muito agradável e positiva para as crianças é a prática da jardinagem. Nos jardins e hortas, os pequenos têm liberdade de mexer com terra e areia e ficam em contato direto com a natureza. Isso é importante, pois amplia a concepção das crianças sobre a importância dos alimentos naturais e do cuidado com o meio ambiente. E o melhor: a jardinagem pode ser praticada em casa ou dentro da escola. Elaboramos este artigo com tudo o que você precisa saber sobre jardinagem/horta na vida das crianças. Confira:
Benefícios
Para as crianças, estar imerso na natureza, entendendo o processo de desenvolvimento da planta, a colheita, até chegar ao seu prato, é importantíssimo para fortalecer e desenvolver a consciência ecológica, o respeito à natureza e o valor dos alimentos.
1. Alimentação mais saudável
A criança se sente muito mais estimulada a comer aquilo que ela mesma plantou e/ou cuidou, tendo menos resistência quando um alimento natural é apresentado ela. Assim, fica mais fácil introduzir cereais, legumes, verduras e frutas na alimentação dos pequenos, tornando sua alimentação muito mais saudável.
2. Desperta o interesse pela ciência
Estar em contato com a natureza auxilia no interesse da criança pela ciência. Ela passa a ter mais contato com plantas e animais diferentes, despertando a curiosidade em aprender sobre esse novo mundo. Poder entender como os processos naturais acontecem, saber mais sobre bichos e como a natureza funciona é mágico para as crianças e pode ser decisivo para a formação dela no futuro.
3. Desenvolve a coordenação motora
Mexer em vários tipos de ferramentas, mover a terra de um lugar para o outro, cavar para plantar uma nova muda, etc. Tudo na jardinagem auxilia no desenvolvimento motor infantil, tendo em vista todas as tarefas que essa atividade demanda.
4. Apresenta novas sensações
A criança põe a mão na terra, manuseia sementes, adubos, plantas e folhas de diferentes tamanhos e texturas. Ela também passa a ter contato com caules, areia, pedras e todo tipo de textura e cheiro que ela possa encontrar no ambiente.
5. Traz calma e paciência
As crianças geralmente apresentam uma certa urgência quanto a resultados, e isso é completamente normal. Elas costumam querer plantar a semente hoje e ver a planta crescida amanhã. Isso porque elas ainda estão aprendendo que cada coisa tem seu tempo, inclusive a natureza. Cuidando de plantas, a criança passa a entender melhor o processo de desenvolvimento da natureza e o tempo que ela leva para isso. Aos poucos os pequenos vão ficando cada vez mais pacientes.
6. Ensina a ter responsabilidade
Para ser um bom jardineiro é necessário criar rotinas de cuidados com as plantas do jardim e a horta. Elas precisam ser regadas, adubadas, replantadas, analisadas quanto à integridade (se estão doentes, se tem insetos e animais comendo as plantas, etc). Isso exige um comprometimento por parte da criança, que precisa participar dessa rotina para que tudo fique bem.
7. Relaxa e combate a ansiedade
Ficar ao ar livre, ou focar em cuidar de uma flor em um vasinho. Não importa o tamanho do jardim ou horta, a criança vai relaxar muito enquanto cuida da plantinha. É uma atividade sem impacto, que não exige esforço da criança a ponto dela cansar rápido, além do próprio processo de cuidar das plantas ser agradável e tranquilo de realizar.
8. Estimula a concentração
Durante a jardinagem a criança precisa estar atenta às suas tarefas, para não prejudicar o resultado posteriormente. Ela vai aprendendo a focar sua atenção e isso auxilia muito no desenvolvimento da concentração, ajudando a criança em outros aspectos, como o acadêmico, por exemplo.

Jardim X Horta
Apesar de ambos estarem relacionados com plantas, horta e jardim são diferentes. É preciso entender a finalidade de cada um, dependendo do espaço, da intenção da criança e dos pais quanto ao resultado e o objetivo de “jardinar”.

A jardinagem é a arte de cultivar e manter plantas, como flores e arbustos, para ornamentar espaços, tornando-os mais bonitos e atraentes. Apesar de muitos usarem espaços grandes para montar um jardim, é totalmente possível fazer jardinagem utilizando espaços reduzidos, como vasos e painéis.

Já a horta é um local em que são cultivadas plantas para alimentação, como legumes e hortaliças, além de temperos e ervas medicinais. As hortas geralmente localizam-se em um terreno plano ou inclinado, que recebe sol durante a maior parte do dia, com terra fértil e que pode ser adubada.

O que plantar no jardim
Pode ser um jardim externo, com plantas que gostam de sol, assim como também pode ser um jardim interno, com plantas que preferem sombra. Pesquise sobre as plantas que deseja plantar e veja se ela é mais indicada para ambientes internos ou externos.
Confira algumas sugestões de plantas que podem ser usadas em jardins:
● Girassol;
● Capuchinha;
● Amor-perfeito;
● Bambu da sorte;
● Zamioculca;
● Suculentas;
● Espada de São Jorge;
● Pleomele verde;
● Palmeira Ráfhia;
● Bromélia;
● Orquídea;
● Begônia;
● Camélia.

O que plantar na horta
Já na horta plantamos alimentos e temperos, havendo uma boa variedade de hortaliças e legumes de fácil cuidado, disponíveis para manuseio das crianças. Confira a lista com algumas sugestões de alimentos que podem ser plantados em hortas:
● Salsinha;
● Cebolinha;
● Manjericão;
● Hortelã;
● Pimentas;
● Alface;
● Cenoura;
● Couve;
● Espinafre;
● Coentro;
● Rabanete;
● Beterraba;
● Rúcula;
● Abóbora.

WhatsApp chat